BLOG





Acompanhamento pré-natal e exames gestacionais para uma gestação saudável

A gravidez é um momento mágico que requer muito cuidado e uma atenção especial. Assim que qualquer mulher descobre que está em gestação, é necessário tanto para sua saúde, quanto para a da criança seguir uma rotina de consultas e exames para que todo o trajeto seja perfeito, e isso é chamado de pré-natal.

O acompanhamento pré-natal é essencial durante a gestação, pois ele é uma forma de supervisionar tudo o que está acontecendo com o bebê e sua mãe, identificando e evitando assim eventuais problemas, além de proporcionar um período muito mais seguro e saudável.

Muitas mães ficam bastante preocupadas com esse momento, por isso nós fizemos esse artigo para tirar algumas dúvidas sobre o acompanhamento pré-natal e quais exames gestacionais devem ser feitos para uma gestação saudável, confira.

 

Com que frequência devo ir ao médico durante o pré-natal?

De acordo com o Ministério da Saúde a gestante deve visitar o médico no mínimo seis vezes durante a gestação, contudo, muitos profissionais da área acabam fazendo um acompanhamento maior e com mais visitas para garantir o melhor.

O número de consultas geralmente varia de acordo com cada médico e com as características de cada gestante. Contudo, o mais comum é que a gestante visite o seu obstetra pelo menos uma vez ao mês nos sete primeiros meses, duas vezes no oitavo e todas as semanas no nono.

 

Quais exames são os exames gestacionais feitos no pré-natal?

         Bem, durante o pré-natal são realizados diversos exames diferentes para identificar como está saúde da mãe e do bebê, além de identificar eventuais problemas.

         Tenha em mente que a gravidez é uma situação única para cada mãe, afinal cada pessoa possui suas características pessoais e por isso, em cada pré-natal podem ser exigidos pelos médicos exames diferentes dos listados aqui.

 

Exames Iniciais

 

Sangue

O primeiro exame a ser realizado assim que é descoberta a gravidez, é o exame de sangue. A partir dele é possível:

·      Identificar qual é o tipo sanguíneo da gestante (essencial para identificar o fator Rh caso seja negativo);

·      Identificar se possui anemia;

·      Identificar se corre o risco de contrair doenças como rubéola, citomegalovirose e toxoplasmose;

·      Identificar infecções como Hepatites A, B e C, HIV, sífilis, etc;

·      Dosar os hormônios e anticorpos da tireoide.

Além disso, a partir desse exame é possível realizar uma pesquisa de trombofilias congênitas, que ajuda a prevenir o nascimento prematuro e alertar para doenças hipertensivas que podem surgir durante o período de gestação.

 

Urina

         Assim como o de sangue, o exame de urina é um dos primeiros a serem realizados. Ele é essencial para detectar eventuais  infecções urinárias, além de ser ótimo para auxiliar no acompanhamento de gestantes diabéticas.

 

Fezes

         Esse exame auxilia a encontrar possíveis parasitas no intestino que podem provocar problemas como a anemia.

 

Da 5ª a 8ª semana de gestação

 

Ultrassom Intravaginal

         Com a realização dessa ultrassonografia é possível ouvir os batimentos cardíacos do embrião, visualizar o embrião e o saco gestacional, além de auxiliar a identificar o tempo de gravidez e provável data do parto.

 

Da 11ª a 14ª semana de gestação

 

Translucência Nucal

         Esse exame tem como objetivo medir a espessura do fluído que fica entre a pele e a gordura da nuca do feto.

A partir dos resultados é possível:

 

·      Medir o bebê.

·      Atestar a sua vitalidade através dos batimentos cardíacos.

·      Identificar quais são as probabilidades do feto possuir alguma anomalia, como a principal identificada pelo exame, Síndrome de Down.

·      Verificar se o bebê possui alguma alteração cromossômica, a partir da ausência do osso nasal.

·      Identificar sinais de possíveis problemas cardíacos através da observação do ducto venoso.

 

Da 20ª a 22ª semana de gestação

 

Ultrassom Morfológico

         Essa ultrassonografia permite que os médicos possam analisar os órgãos do bebê. Geralmente, nela também já é possível identificar qual é o sexo da criança.

 

Da 24ª a 28ª semana de gestação

 

Triagem para Diabetes Gestacional

         Também conhecido como curva de tolerância glicêmica ou teste oral de tolerância à glicose, com esse exame é possível identificar se a mãe desenvolveu a diabetes gestacional durante a gravidez. Se sim, será necessário que a paciente tome alguns cuidados especiais.

         O exame é realizado em laboratório, no qual a gestante bebe um copo de glicose e logo após é submetida a algumas coletas de sangue, que por sua vez serão analisadas para a obtenção de resultados.

 

Da 34ª a 37ª semana de gestação

 

Triagem para Estreptococo Beta-Hemolítico

         Esse exame é feito a partir da análise laboratorial de uma coleta de uma amostra de secreção vaginal da gestante e outra do reto. Através da análise é possível identificar infecções causadas pela bactéria estreptococo do grupo B, que pode acabar sendo transmitida para a criança durante o nascimento, provocando diversas complicações e até mesmo a morte.

 

Ultrassom do Teceiro Semestre

         Com essa ultrassonografia é possível:

·      Verificar o tamanho, peso e posição do bebê;

·      Avaliar a maturidade da placenta;

·      Avaliar a quantidade de líquido amniótico.

 

Situações especiais

A gravidez pode exigir cuidados diferentes para cada mulher, diversos aspectos podem interferir na gestação, como:

·      Gravidez após os 35 anos de idade;

·      Doenças hereditárias;

·      Doenças como diabetes ou hipertensão;

·      Doenças prévias, como câncer ou lúpus, por exemplo;

·      Gestação de múltiplos.

Quando a gestante possui alguma dessas características ou outras, é necessário a realização de um pré-natal ainda mais minucioso e cuidadoso. Por isso, provavelmente serão feitas mais consultas e consequentemente exigidos exames específicos adicionais. Alguns deles são:

 

Teste de Coombs

         A partir do exame de sangue feito no início do pré-natal é possível identificar se o fator Rh da mãe é negativo. Esse teste, também realizado por exame de sangue, revela se ouve contato entre o sangue da mãe e o do bebê, para que então possa ser iniciado o tratamento para evitar prejuízos ao feto.

         Esse tratamento deve ser realizado, pois a incompatibilidade sanguínea pode causar a eritroblastose fetal, que é uma situação na qual o corpo da mãe destrói as hemoglobinas do feto, podendo levar à morte.

 

Da 11ª a 14ª semana de gestação

 

Biópsia de Vilo Corial

         Esse exame geralmente é indicado pelos médicos quando existe a suspeita de alterações cromossômica no bebê, como pode ser identificado no exame de Translucência Nucal.

         O exame apresenta um pequeno risco de provocar aborto na gestante, pois é realizado a partir da amostra da placenta, que é coletada do abdômen da mãe, por meio de uma agulha.

 

A partir da 12ª semana de gestação

 

Ultrassom Transvaginal

         Quando a mulher apresenta uma gestação com grandes riscos de prematuridade é ideal a realização dessa ultrassonografia, pois através dela é possível identificar as condições do colo do útero.

         Caso identificada alguma possibilidade de rompimento, o médico avalia a possibilidade de realizar a cerclagem uterina.

 

Da 18ª a 24ª semana de gestação

 

Teste da Fibronectina Fetal

         Assim como o ultrassom transvaginal, esse teste avalia quais são as chances do nascimento do bebê ser prematuro. É realizado a partir da análise de secreção vaginal.

 

A partir da 28ª semana de gestação

 

Ecocardiograma Fetal

         Geralmente esse exame é exigido em situações onde o feto possua maior probabilidade para o desenvolvimento de anomalias cardíacas, quando é constatada alteração cromossômica, ou quando a mãe possui alguma malformação congênita do coração. Com esse exame é possível observar detalhadamente o funcionamento do coração do feto.

 

Perfil Biofísico Fetal

         Esse exame é exigido quando existe alguma suspeita do bebê estar com o desenvolvimento comprometido. A partir dele é possível avaliar:

·      A reatividade da frequência cardíaca;

·      Os movimentos respiratórios;

·      Os movimentos dos membros;

·      O tônus muscular;

·      O volume do liquido amniótico.

 

 

Durante toda a sua gestação, cuide bem da sua saúde e a do seu filho, faça o pré-natal desde o início. Lembre-se que você pode contar com o Laboratório Exame para realizar os seus exames com eficácia e qualidade.

LEIA TAMBEM

A importância do Check-up para manter a saúde em dia

Para ter uma boa qualidade de vida é essencial manter uma rotina saudável com bons hábitos, aliás o cuidado com a saúde está nos detalhes.

A saúde é um bem precioso e mantê-la em dia requer alguns cuidados, como uma alimentação equilibrada, rica em proteínas, legumes, verduras e frutas, praticar exercícios físicos, ter boas noites de sono e claro, visitas periódicas e preventivas ao médico e assim exames, o Check-up.

E é sobre isso que vamos falar nesse artigo, a importância, benefícios e principais exames de um Check-up, então continue a leitura e confira!

O que é Check-up?


O Check-up, nada mais é do que uma avaliação médica de rotina, na qual são realizados exames específicos, levando em consideração diversas características pessoais do paciente, como sua idade, sexo, histórico familiar, etc.

Ou seja, o Check-up é uma ação preventiva, pois através dele é possível identificar alterações no organismo, problemas e/ou doenças. Inclusive doenças que não apresentam sintomas e com a realização de exames podem ser detectadas e tratadas precocemente. 

Importância e regularidade do Check-up


O Check-up é essencial para a manutenção da saúde, pois tem efeito preventivo, ajudando a evitar doenças ou identificá-las no estágio inicial, o que proporciona mais eficiência aos tratamentos. Assim é possível diagnosticar doenças silenciosas que acometem várias pessoas, como o Diabetes, e outras doenças até mesmo de herança genética, como o Câncer e doenças cardiovasculares. Aliás conhecer o histórico genético, junto ao Check-up ajuda muito a preveni-las. 

Isto é, o Check-up ajuda a aumentar a qualidade de vida, principalmente quando aliado a uma dieta balanceada, carteira de vacinação em dia, exercícios físicos e hábitos saudáveis como deixar de fumar e ingerir bebidas alcoólicas.

O ideal é manter os exames atualizados regularmente, ou seja, o indicado para o Check-up é que seja realizado anualmente, a partir do primeiro mês de vida. Porém alguns casos exigem maior periodicidade, como o de pessoas com doenças crônicas, em que é indicado que seja feito a cada seis meses ou de acordo com a recomendação médica. 

Benefícios do Check-up


  • Auxilia na prevenção de doenças
  • Detecta problemas de saúde em fase inicial e ajuda a começar o tratamento o quanto antes
  • Ajuda a identificar doenças relacionadas ao estresse
  • Custos mais baixos a longo prazo, pois os riscos de doenças potenciais são reduzidos
  • Aumenta as chances de bons resultados em tratamentos e cura
  • Ajuda a manter o sistema imunológico forte junto a outros hábitos saudáveis

Principais exames


Hemograma;

Colesterol total e frações;

Aferição de pressão;

Triglicerídeos;

Glicemia em jejum;

Eletrocardiograma;

Ecocardiograma;

Exame de fezes; 

Exame de urina;

Ureia e Creatina;

Hepatograma;

TSH e T4 Livre - Exames de tireoide;

Fosfatase alcalina;

Gama-glutamiltransferase (GGT);

PCR;

Ácido Úrico;

Raio-X do Tórax;

Teste Ergométrico;

Exames oftalmológicos.

  • Idade: Com o avançar da idade os cuidados devem ser redobrados, por isso ao chegar aos 40 anos alguns exames entram na lista, além disso a periodicidade pode mudar.
  • Mulheres: Para as mulheres também deve haver maior atenção e cuidados especiais, devido as suas características específicas, principalmente relacionadas ao sistema reprodutivo. Exames como: Mamografia (essencial aos 40 anos e para mulheres com histórico familiar a partir dos 30 anos). Também o Papanicolau, a fim de identificar possíveis alterações no colo do útero e a Ultrassonografia endovaginal também para prevenção do Câncer.
  • Homens: Para a saúde do homem também existem especificidades que devem ter maior atenção. Exames como: exame de próstata, realizado em homens com mais de 40 anos e para auxiliar o diagnóstico o exame de sangue – dosagem de PSA.

Esses são os principais exames solicitados em um Check-up, por isso o ideal é sempre procurar um médico de confiança, que irá avaliar suas características e necessidades, para então indicar e solicitar a realização de exames específicos ou até fazer o encaminhamento para outro especialista.

E aí, conseguiu entender qual é a importância de fazer um Check-up? Afinal, através dele é possível prevenir doenças, identificá-las previamente e realizar tratamentos mais eficientes. Então aproveite, cuide da sua saúde e realize seu Check-up regularmente!

Gostou do nosso conteúdo? Acesse nosso blog e descubra muitos outros interessantes. Aproveite e acompanhe nossas redes sociais para mais dicas: Instagram Facebook.

E lembre-se, conte sempre com o Laboratório Exame para realizar os seus exames com eficácia e qualidade. Se quiser já pode agendar o seu, ligue para o telefone (18) 3622-0011 ou envie uma mensagem pelo WhatsApp (18) 98119-3963.


O que pode alterar um exame laboratorial?

Quando o assunto é resultado de exame, a maioria das pessoas tem dúvidas em relação ao momento que antecede a coleta de sangue. São perguntas que passam na cabeça de muitas pessoas, como por exemplo, se é permitido consumir bebida alcoólica ou praticar exercícios físicos na véspera de um exame de sangue, como também o período de jejum que cada exame exige. Você sabia que mudar a dieta, porque vai realizar exames para medir os níveis de gordura, como colesterol, pode fazer com que os resultados no exame sejam alterados? Nesse conteúdo, vamos compartilhar os principais fatores sobre este assunto. A seguir, listamos as principais indicações para os exames laboratoriais.

O que pode alterar um exame de laboratório?

• Jejum antes de alguns exames

Alguns procedimentos precisam da restrição alimentar de, pelo menos, 3 horas. Já exames para medir a glicose no sangue requerem pelo menos jejum de 8 horas. O ideal é pedir orientação no laboratório sobre cada exame. Uma dica: prefira uma alimentação mais leve, após a realização dos exames que necessitam de jejum.

• Realizar exame de imagem

Fazer exame de imagem antes da coleta de sangue não é permitido. Alguns exames de imagem exigem o uso de contraste por via oral, venosa, arterial e por outras vias em situações específicas. A recomendação é que os exames de laboratório sejam feitos antes da realização dos exames de imagem ou após 72 horas depois de realizado.

• Atenção ao período do mês

Durante o período menstrual, as dosagens hormonais são alteradas, especialmente os hormônios sexuais. Por isso, no laboratório as mulheres são questionadas sobre quando ocorreu a última menstruação.

• Praticar atividade física

Atividade física pode alterar o resultado dos exames. É recomendado avisar ao laboratório sobre o hábito de se exercitar. A prática de atividades físicas gera queima de calorias, que reduz os níveis de glicose no sangue, além de produzir metabólicos como o ácido lático e a creatinofosfoquinase (CPK).

• Cigarro antes da coleta

O fumo pode alterar alguns testes, como a dosagem de glicose. Por isso é recomendado que o paciente não fume no dia do exame.

• Noite de sono mal dormida

O sono interfere em todo o funcionamento do organismo e uma noite mal dormida infere nos níveis sanguíneos. Alguns exames exigem repouso antes da coleta, como por exemplo, a Prolactina.

• Alteração na alimentação

É importante manter uma alimentação normal, sem grandes alterações na dieta habitual. Caso contrário, os resultados obtidos serão falsos. Especialmente se fizer uma alimentação rica em gordura que pode elevar a concentração de triglicérides, enquanto a ingestão excessiva de alimentos repletos de proteína podem elevar os níveis de amônia, ureia e ácido úrico.

• Chá ou café

Qualquer alimento, com exceção de água, ao ser ingerido, interrompe o jejum, seja um chá ou café. Logo, eles alteram o resultado do exame, porque modificam algumas dosagens bioquímicas.

• Água em excesso

A água também em excesso pode alterar os resultados dos exames, o ideal é consumir a média recomendada por dia: 3 litros para um adulto. Mesmo que a água não quebre o jejum, ela pode alterar os exames de urina, por exemplo.

• Medicamentos antes do exame

Alguns medicamentos inferem nos resultados dos exames. Os antibióticos e anti-inflamatórios, por exemplo, causam alterações nos testes de coagulação do sangue. Cabe ao médico informar ao paciente sobre a suspensão desses medicamentos.

• Consumo de bebidas alcoólicas

Bebidas alcoólicas devem ser suspensas até 72 horas antes da coleta de sangue. O consumo de álcool pode alterar os resultados de colesterol e glicose, porque interfere no metabolismo dos açúcares.

Por que se preparar para um exame laboratorial?

Conforme citamos no início do texto, é importante saber o que fazer quando for realizar um exame laboratorial. Até porque, são muitos detalhes que confundem, e com as informações corretas você poderá realizar seus exames com tranquilidade e segurança, tornando sua vida muito mais prática. Quando o assunto é saúde, deve ser levado a sério. Busque sempre orientação do seu médico.

Onde fazer seus exames laboratoriais em Araçatuba?

O Laboratório Exame utiliza uma extensa variedade de recursos tecnológicos que executam, de forma integrada, mais de 1.000 tipos diferentes de testes diagnósticos submetidos a rigorosos controles de qualidade por meio de auditorias internas e externas, entre as quais destaca-se a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica (SBPC), que concede o Certificado de Qualidade. Você pode realizar seu check-up completo com confiança e segurança. Clique aqui e conheça nossos serviços e exames oferecidos pelo Laboratório Exame. Fale conosco ligando no telefone (18) 3622-0011 ou enviando uma mensagem em nosso (Facebook) ou aqui (Instagram)


7 Principais dúvidas sobre exames laboratoriais

Seu médico solicitou algum exame laboratorial e você tem dúvidas sobre como eles são realizados? Calma, preparamos esse artigo com as principais dúvidas dos pacientes para você se tranquilizar e saber o que interfere ou não na realização do exame. 

1 - Beber água “quebra o jejum”? 

Não, ingerir água não quebra o jejum necessário para o exame e tampouco interfere nos resultados. Contudo, o excesso de água pode alterar as taxas hormonais do organismo e isso pode interferir nos exames de urina, por exemplo. 

2 - Remédios atrapalham os resultados dos exames laboratoriais? 

Sim, alguns tipos de medicamentos podem atrapalhar os resultados dos exames. Antibióticos e anti-inflamatórios, por exemplo, interferem em testes de coagulação de sangue, para a medição dos níveis de glicose, entre outros. 

Por isso se o seu médico solicitar um exame e você estiver usando algum medicamento, verifique com o médico a possibilidade de suspender o uso pelo tempo necessário para a realização do exame, e verifique com o laboratório se ela atrapalhará ou não os resultados do teste em específico. 

3 - Beber álcool pode alterar os resultados dos exames? 

Sim, a ingestão de bebidas alcoólicas pode atrapalhar e gerar alterações nos resultados dos exames laboratoriais, principalmente no de triglicérides. Uma simples dose de uísque, cerveja ou vinho já são o suficiente para causar alterações. Recomenda-se que não sejam consumidas bebidas alcoólicas por pelo menos três dias antes do exame. 

4 – E fumar, também altera os resultados dos exames? 

Sim, fumar também atrapalha os resultados dos exames. O fumo eleva e altera a concentração de diversas substâncias no sangue e isso é capaz de gerar falsos e falhos resultados. Por isso, não fume no dia anterior e no dia do exame para garantir resultados eficazes. 

5 - A alimentação afeta a análise dos exames laboratoriais? 

A alimentação pode sim atrapalhar o resultado do exame, principalmente no de triglicérides. Por isso antes do dia do exame evite o consumo de alimentos muito gordurosos e açucarados.

6 - Menstruação interfere nos exames? 

Algumas mulheres ainda possuem algumas dúvidas quanto a esse detalhe. Mas sim, a menstruação pode interferir no resultado do exame de urina, por isso o ideal é fazê-lo depois de três dias do período menstrual.

Se for uma situação de urgência, a amostra pode ser coletada sem problemas, a paciente deve apenas realizar a higienização das áreas genitais com água e sabão e utilizar tampão vaginal para que o sangue menstrual não se misture e contamine a urina.

7 – Posso fazer exame com gripe, febre ou resfriado? 

Pode sim, inclusive alguns desses exames são solicitados para identificar se o motivo da febre é algum tipo de infecção. Porém essas condições podem interferir nos resultados dependendo do exame, por isso o ideal é consultar o seu médico e o laboratório para verificar se a condição vai ou não atrapalhar os resultados. 

Onde realizar exames laboratoriais em Araçatuba? 

Mora em Araçatuba e não sabe onde realizar seus exames laboratoriais? O Laboratório Exame é a melhor opção para você! Contamos com uma equipe de biomédicos especializados, prontos para entregar resultados eficientes com agilidade e muita segurança. 

Precisa realizar algum tipo de exame? Entre em contato e agende já o seu. Se ainda tiver alguma dúvida você pode clicar aqui e conferir algumas em nosso site ou tirá-las diretamente conosco. 

Fale conosco ligando no telefone (18) 3622-0011 ou enviando uma mensagem em nosso (Facebook) ou aqui (Instagram)